Mercadão Popular de Miguel Couto

MERCADÃO POPULAR DE MIGUEL COUTO SERÁ REVITALIZADO

MERCADÃO POPULAR DE MIGUEL COUTO SERÁ REVITALIZADO

Obra começa a partir da segunda quinzena e ficará pronta para as vendas de final de ano

Depois de 13 anos de funcionamento, o Mercado Popular de Miguel Couto vai ficar de cara nova. O anúncio da obra de revitalização total do prédio, prevista para ter início a partir do próximo dia 15, foi feito hoje (2) num encontro que reuniu o prefeito Nelson Bornier, secretária municipal de Obras e Serviços Públicos, Carla Neves, a presidente da associação dos vendedores do Mercadão, Antônia Vera Lucia dos Santos, que estava acompanhada de uma comissão de lojistas e os vereadores daquela região, Gerciano Luz, Renato do Mercado e Carlinhos Presidente. A obra, que será realizada com recursos próprios da prefeitura, através da arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), terá duração de cinco meses, com objetivo de fomentar as vendas de final de ano.

A reforma do Mercadão foi sugerida ao prefeito através do vereador Gerciano (PMDB), atendendo uma reivindicação antiga dos vendedores. Sua indicação foi realizada no último mês de abril, protocolada na Câmara Municipal, com o número 00000074/2014. “A reforma do Mercadão é uma reivindicação antiga dos usuários e comerciantes. Desde sua construção, o espaço nunca recebeu qualquer obra para garantir conforto e segurança aos seus usuários”, disse o vereador.

O encontro, que aconteceu no gabinete de trabalho do prefeito, teve ainda a participação do engenheiro Roberto Soares, representante da empresa RS Radier, vencedora da licitação para construção da obra. Foi ele quem detalhou o projeto elaborado através da equipe de arquitetos da Secretaria Municipal de Habitação, Urbanismo e Meio Ambiente (Semuham). A obra vai começar pelo telhado, que ganhará telhas termoacústicas para refrescar o espaço. O Mercadão terá acessibilidade, com rampas e banheiros adaptados para pessoas com deficiência e idosos. Toda a parte elétrica será refeita, colocando fim nas gambiarras. A fachada do prédio e todos os 87 boxes serão padronizados. “A beleza e conforto do local é importante para quem trabalha e para quem frequenta”, assegura Bornier.

O Mercadão de Miguel Couto ficará fechado durante o período de obras. Os comerciantes venderão suas mercadorias na praça da Rua Professora Marli de Carvalho Pereira, em frente ao mercado popular. “Estamos felizes. O prefeito sempre nos atendendo no que é necessário. Foi através dele, em 2002, que o Mercadão surgiu e é através dele que será recuperado. Temos sorte de ter três vereadores moradores da região nos apoiando”, destacou a presidente da Associação dos vendedores do Mercadão, Antônia Vera.

Referência na venda de vários produtos, do vestuário a comidas típicas, o Mercadão Popular de Miguel Couto chega a receber cerca de três mil consumidores nos finais de semana. “Vem gente de todos os lugares, até de Niterói. Nosso diferencial é a qualidade dos produtos e os eventos que promovemos. Nós merecemos esta obra”, garante Antônia.

Nascido no bairro, o vereador Renato do Mercado disse que antes de ter um comércio na região, também foi feirante. “Importante a parceria entre Legislativo e Executivo, pois quem ganha é a população. Miguel Couto só tem a crescer”, disse ele. Seu colega de Legislativo, vereador Carlinhos Presidente também não escondia a alegria. “Tenho uma história com o Mercadão. Era criança quando conheci os proprietários do imóvel e acabei trabalhando com eles como feirante. 
Agora, graças a atenção do prefeito, teremos um mercado popular aos moldes dos grandes centros. Sem dúvida, será um avanço para Miguel Couto, para os vendedores e para o município”, disse o vereador.

Fonte: Impressa Nova Iguaçu

Fotos: Alziro Xavier